arquivo

Conteúdo

Pra quem não sabe, todo o conteúdo deste blog – e de tudo o que eu escrevo, fotografo e gravo em todas as minhas redes sociais digitais – está sob licença Creative Commons – Atribuição. Ou seja, todo o conteúdo que eu produzo pode ser distribuído, copiado e utilizado, inclusive para fins comerciais, desde que me seja dado o devido crédito em todos os meios de divulgação. Para alguns, isso pode parecer um total desapego ao que eu produzo. E é.

Demorou, mas eu entendi que uma das coisas que mais me faziam feliz era compartilhar o meu conhecimento. Conhecimento só é poder se for compartilhado. Qual o poder que eu quero? Quero ser reconhecida pelo que produzo, ser referência.  E o quê este poder pode me dar? Um bom emprego, trabalhar com o que eu gosto, alimentar meu ego, enfim. Pode parecer mesquinho de minha parte, dar algo em troca apenas para receber, mas é assim que funciona. Sem hipocrisia.

Aprendi a praticar o desapego nas aulas de Gestão do Conhecimento, quando debatemos sobre como gerenciar algo que está na cabeça das pessoas, e não tem como ser estocado, vendido ou emprestado. Não entra na declaração de patrimônio da empresa, mas é algo que elas cada vez mais buscam. Apenas há pouco tempo algumas empresas brasileiras vêm prestando atenção nisso: de como seus funcionários acumulam informações ao longo de seus anos de trabalho e, quando vão embora, é aquele deus-nos-acuda para substituí-lo, pois nenhum outro está capacitado para assumir suas funções. Numa empresa bem orientada para tal, este funcionário não deveria deter todo o conhecimento sozinho, ele deveria compartilhar seu saber com outros ou, no mínimo, deixar uma mémória sobre o seu trabalho, orientando novos funcionários. [não vou entrar muito na Gestão do Conhecimento neste post  porque é um assunto muito amplo. Prometo dissertar mais sobre em outros posts].

Pensando nisso tudo, percebi que não deixava uma memória das coisas que eu sei. Que se eu morresse amanhã, nada do que eu sei poderia ser compartilhado com alguém. E como já disse anteriormente, uma das coisas que eu mais gosto é de compartilhar conhecimento. E de quê adiantaria se meu conteúdo contivesse normas que o impedissem de ser difundido por aí? Por isso, qualquer um que quiser utilizar algum conteúdo meu para qualquer fim, inclusive comercial, pode fazê-lo, desde que cite a fonte.

O homem produz e divulga seu conhecimento desde sempre: ainda hoje vemos inscrições em cavernas, provavelmente algum guia do homem pré-histórico sobre caçadas e coisas do seu cotidiano. Os sumérios e a “invenção” da escrita, a utilização de pergaminhos, tábuas de pedra, madeira e barro, que ainda conservam registros antigos mesmo depois de milênios. A invenção do papel, da prensa de Gutenberg, do rádio, da TV, da internet…  Muitas foram as evoluções dos meios de comunicação, que por consequência são os meios que armazenamos todo o conhecimento que produzimos.

Eu escolhi um bloguezinho humilde, sem domínio e um layout decentes ainda, mas com capacidade de ser encontrado pelos buscadores e ajudar aquele carinha lá longe a tirar uma dúvida sobre search engine marketing. E neste dia, tudo terá valido a pena [bonito isso, não?]. Não sei se isso só acontece comigo, mas sempre que escrevo sinto que estou aprendendo mais. É como se aquele tanto de dados e informações (sim, porque uma coisa, é uma coisa, e outra coisa é outra coisa) que estão na minha cabeça se organizasse e tcha-nan! O conhecimento se fez em algumas palavras.

E você, como está compartilhando seu conteúdo?

Um pouco mais sobre CC

Conheci o Creative Commons ainda na faculdade, quando estudava algumas coisas sobre direito autoral na internet. Na época o Gilberto Gil era ministro da Cultura, e foi um dos caras quem mais apoiou o Creative Commons, o software livre e outras iniciativas semelhantes.

Didaticamente, o Creative Commons é um modelo de gestão autoral, presente em mais de 40 países, que permite que autores e criadores de conteúdo, como músicos, cineastas, escritores, fotógrafos, blogueiros, jornalistas e etc, possam permitir alguns usos dos seus trabalhos por parte da sociedade.

Você pode escolher algumas licenças para escolher, e você tem uma breve descrição delas neste link aqui, ó. E você pode saber  mais sobre o Creative Commons no site do projeto.

Anúncios