arquivo

Uncategorized

smartphoneNo final de 2013, a abertura de e-mails em dispositivos móveis (tablets e smartphones) atingiu a impressionante marca de 51%, de acordo com estudo da Litmus. Segundo pesquisa da Return Path, cerca de 25% dos usuários de internet no Brasil preferem ler e-mails pelo celular ou pelo tablet.

A necessidade de mobilidade faz com que as pessoas utilizem cada vez mais esses dispositivos, deixando desktops e notebooks de lado. A tendência é que esse número continue crescendo, tanto pela melhoria e barateamento da internet móvel, maior oferta de wifi e maior aquisição de smartphones pela população.

É imprescindível, portanto, que sua campanha de e-mail marketing esteja preparada para ser aberta no mobile, assim como nos outros dispositivos. Algumas dicas simples ajudarão sua campanha a abrir sem problemas em tablets e celulares e a ter altas taxas de abertura e conversão:

  • A primeira delas é pensar num layout com HTML responsivo, que se adapte às várias resoluções de tela: desde o smartphone com tela menor ao desktop com uma altíssima resolução, seu e-mail deve abrir, e bem, em todos. Para tal, crie peças de coluna única, que não ultrapasse os 350 pixels de largura.
  • Além de responsivos, os layouts também devem ser simples e leves. Muitos celulares bloqueiam as imagens, assim como os clientes de e-mail, portanto não construa sua mensagem apenas com elas.
  • Faça seus textos de modo conciso e direto. Ao acessar conteúdos via aparelhos mobile, é bem provável que o usuário esteja com pressa, e lerá rapidamente as mensagens. Quanto menor o seu texto, maiores as chances de ser lido.
  • Na linha de “assunto”, seja ainda mais curto e objetivo: não ultrapasse 50 caracteres. Essa recomendação é válida para todas as campanhas de e-mail marketing.
  • Tem call-to-action? Deixe em destaque, assim como qualquer outro botão. A recomendação de empresas, como a Apple, é de que esses botões tenham pelo menos 30 pixels.
  • Apensar da maioria dos smartphones e tablets ajustarem automaticamente a fonte para se ajustar à tela, é melhor fixar um padrão entre 14pt e 22pt: fontes pequenas demais são impossíveis de ler no celular e fontes grandes demais estragam o layout.
  • Antes de enviar, teste em vários aparelhos, em sistemas operacionais diferentes.
  • Use a interatividade! Esses gadgets permitem criações interativas e criativas, que podem garantir o engajamento do público e sucesso de receptividade.

Um e-mail marketing mal formatado pode gerar descadastros ou simplesmente não serão lidos depois, segundo estatísticas da Kissmetrics: 89% apagam a mensagem na hora e 27% pedem exclusão da lista. Dados nada bons e, como a tendência de abertura de e-mails via dispositivos mobile tende a aumentar, esteja atento a possíveis variações de números de descadastros e aberturas na sua lista de contatos. Portanto, mãos à obra e otimize suas campanhas para mobile!

*Publicado originalmente no blog da DialHost.

Anúncios

Comecei o blog para falar de uma coisa que eu trabalhava, e gostava muito. O blog era uma extensão do meu trabalho, das minhas ideias, do que eu acreditava. 

Mas a minha vida mudou muito nesse tempo. Lá se vão  uns bons dois anos que não atualizo nada por aqui, e saí de agência e fui pra uma empresa. Depois fui trabalhar com marketing político. E depois vim ser analista de marketing, o que estou fazendo atualmente. 

Espero retomar aqui para, novamente, discutirmos sobre Marketing e Comunicação (SEM, para mim, ficou muito limitado agora). 

Em breve, novos posts! 

Hey ho, let’s go! 

Já tive diversos blogs, e nenhum foi pra frente. Eu enjoava rapidamente dele, além de nunca ter tido uma linha de conteúdo muito definida: falava de tudo, falava de nada. Mediocridade.

Vir para a Bolt Brasil foi uma das coisas mais legais que aconteceram na minha vida, mas uma das que mais me tomou (e ainda toma) tempo. Apesar de sempre estar escrevendo, raramente era pra mim mesma. Durante os dois anos e meio como boltiana, escrevi sobre decoração, marketing, instituições de ensino, promoções, tecnologia, Twitter, redes sociais, etc, etc, etc…

Abandonei definitivamente o Sem Frescura, meu projeto de conclusão de curso. Decisão difícil, mas eu não sentia mais tesão em “escrever para mulheres de 18 a 25 anos”. Queria falar de mais coisas, mas a amizade pela Carol ainda me mantinha presa ao projeto, que deu tantas alegrias. Por mim e por ela, decidi não participar mais, apesar de ter prometido colaborar esporadicamente com o novo Sem Frescura.

E a vontade foi crescendo. Fiz esta conta, mas deixei por pelo menos uns cinco meses sem postar. E hoje cá estou, com o post inicial. Senti uma necessidade de renovação, de começar a colocar as coisas para funcionar.

Mas de quê esse blog vai falar?

O título já dá uma prévia: SEM muito a dizer, um trocadalho do carilho (rá!). O principal assunto vai ser o search engine marketing. Vou falar um pouco das minhas experiências, coisas novas que estou estudando, o cotidiano dessa coisa nova que todo mundo ainda está tentando entender, e comigo não é diferente.

E qual o diferencial deste para outros blogs da área?

Eu! hahaha… Entendam que aqui vou colocar as minhas experiências, coisas que acho legais, mas meu objetivo não é ser muito didática. Posso indicar outros blogs interessantes e que fazem isso muito bem. Mas quero fazer com que este seja um espaço mais “bate papo”.

Como vai ser a frequência de posts?

Indefinida. Vai depender de diversos fatores, inclusive do meu humor. Posso colocar três num dia, ou passar semanas sem blogar. Espero manter a média de três por semana. Mas não prometo nada.

Garante alguma coisa?

Só garanto que vai ser legal, mesmo que seja só pra mim. Garanto também doses de mau humor, bom humor e ironias, e muita linguagem nerd/geek também.

Vai ficar com esse domínio .wordpress e esse layout padrãozinho?

Por hora, sim. Depois, com o tempo, vou fazendo os ajustes necessários. Claro que eu sei que isso não é o ideal, mas entendam que, por hora, este blog é um experimento.

Vai fazer merchandising e post pago?

Tentarei ser sempre imparcial (a faculdade de Jornalismo me ensinou isso muito bem), mas ainda é cedo pra pensar nisso também. Mas se eu não acreditar na coisa, com certeza não rola. Compromisso comigo mesma de ter a consciência sempre tranquila.

E o que mais?

Bom, vamos lá. Este é só um “oi” inicial. Não tenho sequer ideia sobre o quê será o primeiro post (depois deste). Não quero me sentir “forçada” a colocar nada só pra ter atualizações e mimimi. Quero colocar sempre uma coisa que eu ache interessante, e que valha a pena compartilhar com vocês.

No mais é isso, seus lindos. Boa conversa pra gente ;)